27 de mai de 2010

Zé Maria Presidente

Corrente política divulga apoio à pré-candidatura de Zé Maria

O Centro de Estudos e Debates Socialistas (CEDS) divulgou nota de apoio à pré-candidatura do PSTU. Leia abaixo a íntegra da nota.

"O Centro de Estudos e Debates Socialistas – CEDS está apoiando Zé Maria, candidato do PSTU a Presidente da República, como uma decorrência natural da experiência comum positiva que tivemos com o companheiro desde 2004, na construção da CONLUTAS e, mais recentemente, no processo da Reorganização, que resultou no Congresso da Classe Trabalhadora.

Esta caminhada corajosa e cheia de decisão, de lutadores que não vacilaram em romper com o poderoso aparelho da CUT, ficará registrada na história do movimento operário brasileiro, como um grande acerto de estratégia política, cabendo ao companheiro Zé Maria o mérito de ter sido o comandante desta jornada exemplar. É por tudo isto que Zé Maria é hoje a mais importante liderança operária do campo classista no nosso país. E é por isto que o apoiamos.

Por um Governo dos Trabalhadores, Zé Maria Presidente
Clovis Oliveira, em nome do CEDS"

24 de mai de 2010

PSTU na imprensa.

ZERO HORA | Página 10 – Rosane Oliveira – 22/05/2010
À esquerda da esquerda


Figurante pela terceira vez na eleição presidencial, José Maria de Almeida, candidato do PSTU, vem com propostas tão radicais, que nem o PSOL se atreveu a encampá-las. Algumas delas: expropriação do agronegócio, estatização do sistema financeiro, calote das dívidas.
O fato de o PSOL aceitar doações de grandes empresas, como a Gerdau, foi mais um motivo para afastar o PSTU do PSOL. O PSTU mantém a decisão de não aceitar doações de “patrões”.





21 de mai de 2010

ELEIÇÕES 2010

Zé Maria inicia processo de elaboração de seu programa de governo em Porto Alegre


Com o auditório do Cpers/sindicato lotado, ocorreu nessa sexta-feira (21) o ato político do PSTU com a presença de José Maria de Almeida – Zé Maria - pré-candidato à Presidência da República. Julio Flores pré-candidato à Governador do Estado e Vera Guasso pré-candidata ao Senado compuseram a mesa de abertura de atividades ao lado do presidenciável.

Em sua fala, Zé Maria, valorizou os grandes temas estruturais que não foram enfrentados durante os 8 anos do governo do Presidente Lula. A defesa da suspensão do pagamento das dívidas interna e externa; reforma agrária profunda; estatização do sistema financeiro e o monopólio do comércio exterior tiveram destaque durante sua intervenção.

Zé Maria segue sua agenda de atividades visitando as principais cidades do país. Nos próximos dias o presidenciável visitará Recife, Natal e João Pessoa.


ELEIÇÕES 2010

Fonte | http://www.clicrbs.com.br/
Pré-candidato à Presidência, José Maria vem ao Estado defender candidatura própria do PSTU
Socialista criticou governo Lula e propõe sociedade aos moldes da União Soviética

O pré-candidato à Presidência da República, José Maria de Almeida (PSTU), vem a Porto Alegre hoje para apresentar seu nome para concorrer ao pleito. Em entrevista ao Gaúcha Atualidade, ele defendeu a candidatura própria do partido, uma vez que não vê em outra sigla uma representação dos interesses da classe trabalhadora no processo eleitoral.


Almeida comenta que a gestão Lula não soube, segundo ele, atender as expectativas do povo brasileiro.


— Diferente da esperança e da expectativa que a população tinha no governo Lula, ele não realizou no Brasil as mudanças que o país precisa para ter uma vida digna e obviamente que nós não queremos a volta do PSDB ao governo -alegou o pré-candidato.


— Não é possível que a viva num país tão rico como é o Brasil e que quase 20 milhões não têm emprego. Não é possível que a gente viva num país com a capacidade de produção de alimentos que tem o Brasil e morrem 30, 40 mil crianças de fome todo ano. Isso acontece porque as terras do Brasil que são próprias para produzir alimentos são utilizadas para o agronegócio, para produzir soja e exportar para Europa, porque isso dá mais lucro — critica o José Maria.


O pré-candidato criticou também a posição do governo federal sobre o veto do fator previdenciário e comparou com o aumento da taxa básica de juros.


— O governo disse que o Brasil quebra se aceitar o reajuste acertado no congresso dos aposentados e o fim do fator previdenciário. Significaria um gasto a mais por ano de R$10 bilhões. No entanto, o governo acabou de aumentar a taxa de juros básica do país em 0,75% e isso vai significar um gasto de R$ 30 bilhões de gastos por ano a mais no país.


José Maria justificou a candidatura própria do PSTU pela necessidade de apresentar uma proposta socialista para o Brasil.


— Isso implica na nacionalização da terra, da expropriação do agronegócio, para colocar todos os recursos naturais do país sob controle do Estado e a serviço do povo — disse o pré-candidato, que defende a estatização de empresas internacionais e o sistema financeiro.


— Achamos que o melhor exemplo de sociedade que nós queremos construir é a que começou a ser construída na Rússia em 17, ainda quando Lenin estava vivo e o governo da União Soviética era exercido pelos conselhos populares.


Confira a íntegra da entrevista de Zé Maria para o Gaúcha Atualidade.




20 de mai de 2010

Eleições 2010

Zé Maria concede entrevista ao Gaúcha Atualidade nesta sexta-feira.

O pré-candidato à Presidência da República José Maria de Almeida - Zé Maria - estará participando do programa Gaúcha Atualidade da Rádio Gaúcha, às 8h40min nesta sexta-feita. Na oportunidade o pré-candidato será entrevistado por Rosane Oliveira, Carolina Bahia e Andre Machado.


Zé Maria visita a capital gaúcha para participar de reuniões sindicais, partidárias e de um ato políto às 19h no auditório do Cpers/Sindicato. Na tarde, visitará as redações dos principais jornais do RS.

19 de mai de 2010

Zé Maria estará em Porto Alegre nesta sexta-feira.


José Maria de Almeida, pré-candidato à Presidência da República, estará em Porto Alegre no dia 21/05 - sexta-feira - dando prosseguimento a sua agenda de apresentação da pré-candidatura nas principais capitais do país. Na oportunidade o pré-candidato participará de reuniões partidárias e de um ato político - que ocorrerá no auditório do Cpers/Sindicato às 19h - ao lado de Julio Flores, pré-candidato ao Governo do Estado e de Vera Guasso pré-candidata ao Senado pelo PSTU.

Zé Maria, como é conhecido, é operário metalúrgico, atual Presidente Nacional do PSTU, líder da CONLUTAS – Coordenação Nacional de Lutas - nova central sindical fundada em 2004 - foi fundador da CUT e do PT, ex-membro da direção nacional do Partido dos Trabalhadores. Na década de 80 esteve à frente das greves do ABC paulista, inclusive sendo preso durante a repressão da ditadura militar, ao lado do presidente Lula.

O presidenciável já visitou RS, MG, RJ, CE, PA, DF, SE e SP. Mesmo percorrendo o país em atividades da pré-candidatura, Zé Maria não vem tendo uma cobertura adequada por parte da imprensa.

17 de mai de 2010


Zé Maria em Porto Alegre

Coluna de Rosane Oliveira:
Página 10 | Zero Hora - 15.05.2010 (Sábado)

MIRANTE
- Eterno candidato do PSTU a presidente, José Maria de Almeida, o Zé Maria, estará em Porto Alegre, no dia 21, para reuniões partidárias e um ato político no auditório do Cpers. Zé Maria estará ao lado de Júlio Flores, que concorre ao Piratini, e de Vera Guasso, candidata ao Senado.

7 de mai de 2010

ELEIÇÕES 2010


Vera Guasso é indicada como pré-candidata ao Senado pelo PSTU
Após a confirmação das candidaturas de Paulo Paim (PT), Germano Rigotto (PMDB) e Ana Amélia Lemos (PP), o PSTU definiu pela indicação de Vera Guasso para fazer a disputa ao Senado. Todas as pré-candidaturas, até então, representam partidos políticos que compõe a base de apoio do governo Lula.
A decisão de lançar a pré-candidatura de Vera Guasso ao Senado é uma iniciativa para disputar um espaço político e eleitoral à esquerda do governo Lula/Dilma e de oposição à candidatura de José Serra (PSDB).  Além disso, “queremos construir um perfil próprio do partido, fortalecendo o PSTU perante a população. Nossa campanha vai denunciar a falsa polarização eleitoral entre Dilma e Serra. Quem fala que o governo “pode mais”, na prática, está defendendo mais do que já vem sendo feito. A postura de oposição do PSDB  é conjuntural. Dilma e Serra,  em essência, defendem o mesmo projeto para o país. O PSTU defende um novo rumo para o Brasil e a candidatura ao Senado da companheira Vera Guasso estará a serviço desse projeto” afirma Giovanni Mangia, coordenador de campanha do PSTU.
MAIS UM PRESIDENCIÁVEL VISITARÁ PORTO ALEGRE Seguindo agenda de atividades, reuniões e atos de apresentação da pré-candidatura à presidência da república, Zé Maria estará em Porto Alegre no dia 21/05. Na oportunidade o pré-candidato participará de reuniões partidárias e de um ato político - que ocorrerá no auditório do Cpers/Sindicato às 19h - ao lado de Julio Flores,  pré-candidato ao Governo do Estado e de Vera Guasso pré-candidata ao Senado.
O presidenciável já visitou o RS, MG, RJ, CE, PA, DF, SE e SP. Mesmo percorrendo o país em atividades de campanha da pré-candidatura, Zé Maria não vem tendo uma cobertura adequada por parte da imprensa. A definição dos grupos de comunicação, com concessão pública, de dar maior destaque as candidaturas com  poder econômico superiores, não poderia impor uma “censura” aos demais candidatos. Adequação de espaço é diferente de exclusão, e que deve ser corrigido após o inicio da campanha eleitoral obrigatória na televisão e rádio. Para Zé Maria isso vem ocorrendo porque “A mídia tem seus interesse econômicos e expõe isso pelos candidatos que divulgam. Os que não apóiam o sistema do neo-capitalismo são ignorados pela grande imprensa”.

Lula quer vetar!

Conlutas conclama luta pelos 7,7% aos aposentados e pelo fim do Fator Previdenciário.

Fortalecer as mobilizações em Brasília pelos 7,7% de reajuste e pelo fim do Fator Previdenciário. É necessário derrotar a política de veto do Governo Lula e recuperar salários, aposentadorias e pensões


Os aposentados protagonizaram uma grande vitória na última terça-feira (4) com a aprovação na Câmara dos Deputados do reajuste de 7,7% e o fim do Fator Previdenciário.

Segundo um dos coordenadores da Conlutas, Luis Carlos Prates, o Mancha, dirigente do Sindicato dos Metalúrgicos de São Joe dos Campos, o líder do governo, Candido Vacarezza, insistiu diversas vezes que o governo não aceitaria nenhum reajuste superior a 7%, apesar de seu objetivo ser mesmo 6,14%.

“Mas os aposentados não desistiram”, disse Mancha. “Por volta de 15h, do lado de fora do Congresso, em frente a Catedral de Brasília, mais de 500 aposentados iniciavam uma marcha até o plenário da Câmara”, comentou. Vieram aposentados e pensionistas interior de SP, Minas Gerais, de Goiás e das redondezas de Brasília para pressionar os deputados.

Intensificar mobilização - Mas essa vitória ainda é parcial. A votação irá ao Senado na próxima semana e o presidente Lula ameaça vetar se o reajuste e o fim do fator também forem aprovados pelos senadores. Por isso, é necessário ampliar a mobilização em defesa da luta dos aposentados.

A COBAP está convocando manifestações para a próxima terça-feira (11), em Brasília e, mais uma vez, a Conlutas se fará presente. Se desde o início a nossa entidade participou dessa luta, agora, neste momento decisivo, irá intensificar a participação.

Na passeata da semana passada, liderada pela COBAP, houve forte presença da Conlutas, da Força Sindical, da NCST e diversos parlamentares. Precisamos fortalecer a mobilização na próxima semana.

Mas não basta participar da mobilização em Brasília, a Conlutas orienta a que todas as entidades filiadas incorporem esse tema em seus materiais impressos, debatam o assunto em todos os locais de trabalho e imediatamente incluam esse assunto nas assembléias que estão ocorrendo para a eleição dos delegados (as) para os congressos da Conlutas e da Classe Trabalhadora.

Além do reajuste, a luta pelo fim do Fator Previdenciário, imposto pelo governo FHC e sustentado pelos mais de sete anos de governo Lula, tem sido uma de nossas bandeiras constantes em atos, mobilizações, manifestos, debates e inúmeras outras iniciativas. A Conlutas entende que essa medida ataca profundamente o conjunto da classe trabalhadora brasileira.

Agora é hora de unidade com todas as centrais e movimentos sociais. Vamos exigir que não se negocie nada abaixo dos 7,7%.

A Conlutas acredita ainda que é possível sim reajustar as aposentadorias e pensões emergencialmente em 9,14% retroativo a janeiro deste ano, como foi o reajuste do salário mínimo. A reação do presidente Lula dizendo que vetará esse reajuste só comprova que este governo está ao lado dos interesses imperialistas contra os trabalhadores. Seus planos não são diferentes dos planos econômicos, como o da Grécia, que arrocham os salários dos trabalhadores e dos aposentados.

Diga não ao veto de Lula!

4 de mai de 2010

Imperialismo

May Day em Los Angeles: milhares tomaram as ruas
Dezenas de milhares de pessoas tomaram as ruas de Los Angeles neste sábado durante os chamados “May Day Rallies” impulsionadas pela lei de imigração aprovada no Estado do Arizona no início do mês de abril. A lei criminaliza os imigrantes permitindo que sejam abordados por qualquer policial que simplesmente suspeitar que se trate de um caso de imigração ilegal, podendo inclusive decretar a prisão imediata do imigrante. Estaremos diante de uma perseguição dos latinos em solo estadunidense nunca vista antes.


Vale destacar que o primeiro de maio não é feriado nos Estados Unidos e nem muito menos se celebra o Dia Internacional dos Trabalhadores no dia de hoje, coisa que vem mudando com a presença cada vez maior de trabalhadores latinoamericanos nas terras do tio Sam.