14 de set de 2010

DIREITO DE RESPOSTA


Coligação Juntos pelo Rio Grande ganha direito de resposta e PSTU ingressa com recurso nesta quarta-feira.

O Juiz Auxiliar Francisco José Moesch deferiu o pedido de direito de resposta da coligação Juntos pelo Rio Grande, do candidato José Fogaça, contra o PSTU nesta terça-feira. O direito de resposta foi concedido em razão do programa exibido no dia 08/09/2010 onde o PSTU, através de Julio Flores, afirma que "No Governo Fogaça também teve falcatruas. O Ex-Secretário da Saúde pode ter sido assassinado por causa de propina."

A coligação do ex-Prefeito de Porto Alegre ingressou na justiça por entender que a afirmação é difamatória e injuriosa na medida que " a afirmação induz a existência de desonestidade e falta de probidade, tudo com o intuito de difamar o ex-prefeito e ora candidato a Governador José Fogaça, insinuando uma espécie de contaminação destes com os supostos atos ilícitos."

O PSTU respeita a interpretação e a decisão do Juiz Auxiliar Francisco José Moesch, mas discorda da mesma e ingressará com recurso nesta quarta-feira, solicitando apreciação do Pleno do Tribunal Regional Eleitoral. Para o PSTU, não houve nenhum comentário injurioso, calunioso ou difamatório contra o Sr. José Fogaça. Ocorreu sim uma crítica política contundente a sua administração a frente da Prefeitura de Porto Alegre, que em nossa opinião não foi eficaz no combate à corrupção na sua gestão no município. O assunto levado pelo partido na propaganda eleitoral é público e notório na sociedade, sendo improcedente o pedido de direito de resposta.  

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Deixe sua opinião! O PSTU Gaúcho agradece sua participação.