31 de out de 2015

Metalúrgicos de Rio Grande fazem Ato em Defesa do Emprego e da Petrobrás.


Por CSP CONLUTAS Rio Grande/RS

No dia 23 de Outubro, sexta-feira passada, o Sindicato dos Metalúrgicos de Rio Grande – RS realizou um ato público no centro da cidade em DEFESA DO EMPREGO E DO POLO NAVAL  E DA PETROBRAS . A grande apreensão na cidade é que  Polo Naval não passe pela crise econômica brasileira gerando mais desemprego.

Porém, o fantasma do desemprego em Rio Grande começa com o avanço das investigações da Operação Lava Jato que atingiu empresas do Polo Naval que prestam serviço para a Petrobrás e a decisão do governo de levar a construção de plataformas de petróleo da Petrobrás para a China e o cancelamento de contratos de outras plataformas.

Hoje, 30% das plataformas já estão sendo feitas na China causando o desemprego de milhares de trabalhadores na cidade. A luta dos metalúrgicos tem sido intensa, como em abril quando trabalhadores desempregados, em cinco ônibus, organizados pelo sindicato foram ao Rio de Janeiro na sede da Petrobrás garantir que o contrato de duas Plataformas permaneçam no Brasil e que seriam construídas pela empresa QGI gerando assim milhares de empregos diretos e indiretos. A ida ao Rio de Janeiro garantiu a assinatura de um documento entre empresa e Petrobrás onde se comprometem com a construção das plataformas em Rio Grande. As contratações devem ocorrer em Janeiro de 2016.



Na ocasião o Sindicato dos Petroleiros do Rio de Janeiro deu total apoio ao sindicato e aos trabalhadores com carro de som e estrutura. Mesmo sendo filiado a CUT, o sindicato dos metalúrgicos de Rio Grande não recebeu  nenhum apoio da CUT nesse ato. Postura essa explicada no ato do dia 23 quando as falas dos sindicalistas ligados a CUT foram de defesa do governo Dilma e de Lula. Deixando claro um apoio a Lula na próxima eleição presidencial.

Bem ao contrário da fala da CSP-Conlutas  onde deixamos claro que a LUTA é o caminho para garantir os empregos, direitos e o fim da corrupção.  E que temos que enfrentar o Governo Dilma,Temer, Sartori (governador do RS), Cunha e Aécio. E que precisamos de uma greve geral. Pois todos estão ao lado dos patrões e contra a classe trabalhadora. Felizmente, o Sindicato dos Metalúrgicos de Rio Grande tem escolhido o caminho das lutas. Realizando paralisações e assembléias no principal estaleiro da cidade com milhares de trabalhadores. Por isso, a CSP-Conlutas Rio Grande, juntamente com a ANEL, tem participado ativamente nas lutas dos metalúrgicos deixando claro nossa disposição de unidade na ação em defesa da classe trabalhadora.

Todo apoio a luta dos metalúrgicos de Rio Grande!

CSP-Conlutas RIO GRANDE.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Deixe sua opinião! O PSTU Gaúcho agradece sua participação.