7 de mai de 2010

ELEIÇÕES 2010


Vera Guasso é indicada como pré-candidata ao Senado pelo PSTU
Após a confirmação das candidaturas de Paulo Paim (PT), Germano Rigotto (PMDB) e Ana Amélia Lemos (PP), o PSTU definiu pela indicação de Vera Guasso para fazer a disputa ao Senado. Todas as pré-candidaturas, até então, representam partidos políticos que compõe a base de apoio do governo Lula.
A decisão de lançar a pré-candidatura de Vera Guasso ao Senado é uma iniciativa para disputar um espaço político e eleitoral à esquerda do governo Lula/Dilma e de oposição à candidatura de José Serra (PSDB).  Além disso, “queremos construir um perfil próprio do partido, fortalecendo o PSTU perante a população. Nossa campanha vai denunciar a falsa polarização eleitoral entre Dilma e Serra. Quem fala que o governo “pode mais”, na prática, está defendendo mais do que já vem sendo feito. A postura de oposição do PSDB  é conjuntural. Dilma e Serra,  em essência, defendem o mesmo projeto para o país. O PSTU defende um novo rumo para o Brasil e a candidatura ao Senado da companheira Vera Guasso estará a serviço desse projeto” afirma Giovanni Mangia, coordenador de campanha do PSTU.
MAIS UM PRESIDENCIÁVEL VISITARÁ PORTO ALEGRE Seguindo agenda de atividades, reuniões e atos de apresentação da pré-candidatura à presidência da república, Zé Maria estará em Porto Alegre no dia 21/05. Na oportunidade o pré-candidato participará de reuniões partidárias e de um ato político - que ocorrerá no auditório do Cpers/Sindicato às 19h - ao lado de Julio Flores,  pré-candidato ao Governo do Estado e de Vera Guasso pré-candidata ao Senado.
O presidenciável já visitou o RS, MG, RJ, CE, PA, DF, SE e SP. Mesmo percorrendo o país em atividades de campanha da pré-candidatura, Zé Maria não vem tendo uma cobertura adequada por parte da imprensa. A definição dos grupos de comunicação, com concessão pública, de dar maior destaque as candidaturas com  poder econômico superiores, não poderia impor uma “censura” aos demais candidatos. Adequação de espaço é diferente de exclusão, e que deve ser corrigido após o inicio da campanha eleitoral obrigatória na televisão e rádio. Para Zé Maria isso vem ocorrendo porque “A mídia tem seus interesse econômicos e expõe isso pelos candidatos que divulgam. Os que não apóiam o sistema do neo-capitalismo são ignorados pela grande imprensa”.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Deixe sua opinião! O PSTU Gaúcho agradece sua participação.