3 de mai de 2011

DENÚNCIA

Nota do Sindppd/RS
Ex-secretária do governo Yeda é a mais nova CC da Procempa

Vera Guasso - Secretária Geral do Sindppd-RS

Ana Maria Pellini, ex-secretária geral de Governo e ex-presidente da FEPAM durante o governo de Yeda Crusius, é a mais nova CC da Procempa. Mais uma vez, a empresa torna-se um albergue de indicados políticos.

Já os trabalhadores entram no 17º ano sem promoção.
 
Entra ano, sai ano, e pouca coisa muda para os trabalhadores de carreira da Procempa. Agora em 2011, completam-se 17 anos sem promoção para os trabalhadores da empresa. Neste ano, também irá fazer 12 anos que a Prefeitura de Porto Alegre não realiza concurso público na Procempa.
Em contrapartida, sempre há lugar para acomodar apadrinhados políticos ou amigos em CCs (Cargos em Comissão). A mais nova CC da empresa foi anunciada em uma Resolução de Diretoria divulgada por e-mail: Ana Maria Pellini, ex-secretária geral de Governo e ex-diretora presidente da FEPAM (Fundação Estadual de Proteção Ambiental), durante o governo de Yeda Crusius. Ela irá ocupar o cargo de Assessor de Projetos Especiais II, nível 122 – um dos mais altos salários da empresa – lotada no Gabinete da Presidência da Procempa.

Levantamento feito pela própria empresa e
divulgado pelo Sindppd/RS no ano passado mostra que mais da metade (56%) dos funcionários da Procempa não são de carreira. Do total de trabalhadores, na época, 52 eram CCs (Cargos em Comissão), 134 estagiários e 144 terceirizados – cargos que facilmente são usados como moeda de barganha política para indicações políticas.
O resultado desta política é prejudicial para os trabalhadores de carreira (que não têm o seu trabalho e nem o seu salário valorizados) e para os terceirizados e estagiários (que não têm os mesmos direitos que os colegas de carreira, muitas vezes enfrentando uma jornada de trabalho precarizada). Também é negativo para a população de Porto Alegre, que não vê o dinheiro que paga ser revertido na expansão de serviços de qualidade, como o de TI, que a Procempa já realiza por conta do esforço e da dedicação de seus trabalhadores.

O Sindppd/RS é contra o aumento de CCs, terceirizações e estagiários na empresa. Já denunciou esta política da Procempa nos Ministérios Públicos de Contas (MPC) e do Trabalho (MPT), bem como na Câmara de Vereadores da Capital. Exigimos que a direção da empresa e a Prefeitura Municipal revejam esta política imediatamente e voltem a fazer concurso público para contratar novos trabalhadores.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Deixe sua opinião! O PSTU Gaúcho agradece sua participação.